26.6.18

No caso da greve dos professores, só falta o vídeo-árbitro!

“Tal como solicitado pelo Ministério da Educação, o Colégio Arbitral deliberou, por unanimidade, que os conselhos de turma relativos aos 9.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade devem realizar-se até à data limite de 05 de julho, a fim de emitirem a avaliação interna final."Serviços mínimos

Comentários para quê? A verdade é que, neste século, os professores têm sido os bombos da festa. Diga-se o que se disser: ser professor tornou-se uma profissão desgastante, desrespeitada, desautorizada e mal remunerada, sobretudo para todos aqueles que, nos últimos, foram impedidos de progredir na carreira… ao contrário do que é apregoado por comentadores encartados na defesa de interesses privados.

Nota: Em vez de vídeo-árbitro, o cardeal ameaça com a solicitação de aclaração da decisão.