30.1.18

Sine lege

O sistema está blindado.
De modo a estancar o alarme, o peixe-miúdo fica detido; o graúdo, a estas horas, já deve ter zarpado... E se não o fizer, é porque a malha não foi feita para ele.

Não sei se consigo abarcar a extensão da corrupção; fica-me, no entanto, a ideia de que este polvo é intratável.

E depois o que impressiona é o aparato. Sem ele o que seria de nós?